O louvor libera a força de Deus

O louvor libera a força de Deus

Salmos 96:6-9 – “Glória e majestade estão diante d’Ele, força e formosura, no Seu santuário. Tributai ao Senhor, ó famílias dos povos, tributai ao Senhor glória e força. Tributai ao Senhor a glória devida ao Seu nome; trazei oferendas e entrai nos Seus átrios. Adorai o Senhor na beleza da Sua santidade; tremei diante d’Ele, todas as terras.”

Quando li esse trecho, fiquei impressionado com a palavra “força”, pois, por muito tempo, não entendia como poderia dar força a Deus, afinal, “Ele já não é forte?” Mas isso foi resolvido quando entendi que, em certo aspecto, eu dou a Ele força. Ele não precisa ser ajudado, mas fica “preso” para vencer quando não O liberamos para agir.

Um exemplo disso é o princípio de abençoarmos nossos inimigos. Se eu odeio uma pessoa e me vingo dela, perco a ação de Deus, pois Romanos 12:19 diz: “Dai lugar á ira de Deus.” Por conseguinte, se me vingo, Deus não faz nada, mas se O abençoo, Ele ficará livre para trabalhar como for necessário. Da mesma forma acontece com o louvor: quando O louvamos, liberamos Sua ação, mas, quando nos enchemos de amargura, ressentimento ou ira, prendemos o Seu mover.

Comparemos Salmos 8:2 com Mateus 21:16. Jesus está repetindo essa palavra do Velho Testamento, mas com uma diferença: no lugar de força, Ele coloca louvor. Por quê? Porque o louvor é a força de Deus.

1 Crônicas 20 relata a história de Josafá. Ele formou um exército de cantores que estavam louvando a Deus, e isso moveu os céus para que Deus pudesse agir e operar. Creio, então, que precisamos aprender a agir e operar. Creio, então, que precisamos aprender a agir nesse ministério, liberando a ação do Senhor. É por isso que as nossas reuniões de louvor e adoração a Deus são importantes, pois ali criamos um ambiente propício para Sua operação. Quanto mais O louvamos, mais forte se torna a ação d’Ele em nós e por nós.

Efésios 3:20 – “Ora, Àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o Seu poder que opera em nós…”

Deus pode e quer fazer proeza. Ele pode fazer infinitamente mais do que tudo que pedimos, e essa é uma grande promessa para nós. Muita gente se delicia nesse versículo. Porém, o final do verso diz: “De acordo com o poder d’Ele que opera em nós.” Ou seja, na medida do poder do Espírito de Deus que está em nós, Ele age.

O louvor é um instrumento para nos fortalecer e ungir, porque estamos nos enchendo do Espírito Santo. Por isso, louvemos ao Senhor com toda força, com toda intensidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *